sexta-feira, março 30, 2007

Operadora troca nome por palavrão em conta de cliente

É fato. Por mais que se viva, nunca se vê o suficiente. Sempre tem alguma coisa acontecendo para nos impressionar cada vez mais. Vejam só essa notícia, por exemplo:
27/03/2007 - 08h12

Operadora troca nome por palavrão em conta de cliente

VITOR SORANO
do Agora

A., 21, recebeu duas faturas e uma cobrança com o xingamento "filho da puta que pariu" no espaço em que deveria constar o nome do cliente na conta telefônica.

Na ação em que pede indenização por danos morais, A. conta que, em agosto do ano passado, recebeu uma conta da TIM no valor de R$ 721,07. Como havia contratado o plano "Light 40" --mensalidade de R$ 44,90 por um pacote de 40 minutos para ligações locais--, ligou para a central de atendimento da empresa de telefonia para questionar a dívida. "Pelo que me recordo, foram mais de 20 ligações", disse A. ao Agora.

Cliente havia três meses, A. não havia recebido nenhuma cobrança desde então. "Só chegou uma conta com valor absurdo", afirmou.

Por meio da central de atendimento, A. conseguiu obter a promessa da empresa de que o valor seria corrigido. "Toda vez que eu ligava, ficava um tempão esperando, derrubavam a linha. Sempre caía a ligação. Até que resolveram o problema e mandaram a conta com outro valor. Aí, estava minha mãe desesperada com a conta na mão", contou A..

"Em casa tem caixa de correio, mas o carteiro entregou a carta [da TIM] na mão da minha esposa", disse o pai de A., C., anos 44.

Cadastro

O termo "filho da puta" foi motivo de troça também na loja da empresa, sustenta a defesa de A. na ação. Antes de receber a conta, o cliente tentou transferir a titularidade da linha telefônica para o nome de seu pai.

"Ocorre que, quando do atendimento pessoal, o funcionário da ré [no caso, a TIM] [...], ao acessar os dados do autor no sistema informático, pôs-se a rir inexplicavelmente, chamando, de forma sorrateira, outros empregados para olharem o conteúdo do monitor do computador", diz texto da ação.

"Ainda chegou mais uma fatura e um aviso de cobrança [com os termos]", disse A. Como o cliente havia optado por débito automático, os termos chegaram também ao banco.

Em novembro, o juiz do processo determinou a correção imediata das informações. O que, segundo o advogado do cliente, Adilson Polinski, foi feito. "A vizinhança comenta, né? O nome vem do lado de fora do envelope, e tudo em letra maiúscula", disse A.

Na ação, Polinski pede R$ 300 mil de indenização pelos danos morais sofridos por seu cliente. "Para mim, é muito difícil quantificar quanto é que vale a moral do meu filho e da minha família", disse C., pai do cliente.

O processo foi para a seção de conciliação em fevereiro. A. disse que está sem celular particular. "Só uso o da empresa [para a qual trabalha]."

27/03/2007 - 08h13

TIM afirma que já tomou providências

VITOR SORANO
do Agora

A assessoria da TIM disse que a empresa tomou medidas relativas ao caso da troca do nome do cliente por palavrão em uma conta.

"A empresa já tomou todas as providências relativas ao caso, em todos os âmbitos. Mas, como o assunto encontra-se sub judice [na Justiça], o posicionamento em relação a ele será apresentado na esfera judicial", afirmou.

Na resposta à Justiça, argumenta que não poderia ser responsabilizada, já que os serviços de atendimento são prestados por empresa terceirizada: "[...] a TMS é a empresa responsável pelo registro e alteração no conteúdo dos dados cadastrais da Ré [a TIM], bem como se responsabilizou expressamente pelos atos ou omissões praticados por seus próprios funcionários".

A TMS Call Center, citada pela TIM como a responsável pelo problema, disse que não foi notificada oficialmente na ação e por isso não iria se pronunciar.

A TMS não foi citada no texto da ação entregue pelo cliente à Justiça.

A TIM questionou ainda o valor pedido de indenização pelo cliente --R$ 300 mil-- e pediu segredo de Justiça.

Um comentário:

Misao disse...

Ouvi essa no rádio outro dia. Realmente, cada dia eles inventam mais um jeito de nos sacanear, inclusive verbalmente. Lamentável o que aconteceu com essa pessoa e torço para que nunca mais se repita com ninguém.